Follow by Email

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

"Até Chegar"

Pessoal que já leu este quase extinto blog,

Tenho escrito com certa frequência, mas estou muito afastado do meu bloguinho, desculpem. Eu decidi postar hoje porque escrevi algo de que gostei muito, ao som de uma música que está fácil fácil no meu top3 de canções de todos os tempos e coisas e talz... Veja logo abaixo




"Até Chegar" é sobre você não acreditar no destino até ele bater em sua porta. Espero que gostem!

Até chegar

Não lhe conheci num dia de sol
Você não tinha flores na mão,
Nem nos cabelos,
Estavam todas no chão
E eu estava despido de minhas vaidades,
Era mais uma gentileza
Do que uma verdadeira vontade,
Só que lhe dei entrada,
Dei-lhe verdade
E assim conversamos,
Sobre a chuva que caía lá fora,
As lágrimas fora de hora,
E a caótica ordem da cidade
Conversamos sobre selos de cartas,
Sobre rainhas na Arábia,
Sobre prender-se por ímpeto
E não saber depois como lidar com isso
Conversamos sobre todos os perigos mais vivos,
E como os mortos são quase inofensivos,
Quando você disse acreditar em fantasmas
Assombrando um coração sem alma...
“Se existem fantasmas, então existe alma”
Eu lhe desarmava,
Mensurava suas palavras
Para lhe provocar uma raiva quase desejada...

E sobre isso,
Conversa ia, não mais vagava

Pois se a chuva nos fez estar no mesmo lugar,
Se o sol não havia saído ainda para os dois,
Parecia ser destino,
Parecia ter chovido esses anos todos
Para que ali começássemos a conversar
E houvesse canal,
Houvesse escutar
Houvesse uma razão pura, indecifrável
Para lhe encontrar,
E falar

Conversar

"There's Love if you want it, my Lord"