Follow by Email

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Samsara

Viver não é uma tarefa simples, especialmente quando sua fé pela vida é ferida. Mas a ferida não sangra sozinha... E por isso estamos todos juntos, na mesma tarefa complicada que é o dia a dia. Talvez lembrar disso sirva de consolo, pois como canta Shirley Manson em Big Bright World, "Rage against the dying light... I’m with you, I’m with you... I’m with you".

“Às sós, ninguém está sozinho”

Você me pergunta se o mundo é grande o bastante
Para suportar os instantes em que somos pesados,
Pesados como as pedras que resguardam o submundo
Pergunta-me se a gravidade é suficiente para nos segurar,
Quando nos sentimos tal qual uma pluma,
Aleatória pelo ar, mesmo que por poucos segundos
Insiste em saber se nossa morte é válida depois da vida
E se há saída, se é mais de uma a chance de existir saída
Acaba escrevendo na pele a fadigada rotina de perguntar
E duvidar
E se cansar,
Mas não parar
De questionar
E perguntar
E duvidar,
Até de si,
Para salvar

Salvar as poucas chances que existem nesse lugar
As mínimas chances que temos de fazer-nos grandes,
Grandes o bastante para neste imenso mundo encontramos
Um lar
Um lar que nos ofereça descanso
Depois de tanto duvidar

Deambular




"I'm with you"

Um comentário: