Follow by Email

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Vício

Sobre batalhas perdidas.
Batalhas típicas do nosso dia-a-dia.



Vício

Estamos nós em frangalhos,
E a única coisa que consigo fazer
É olhar para o alto,
Contemplar o céu,
Para depois, com paciência,
Recolher meus retalhos

Não consigo mais brigar
Não tenho mais forças para lutar
E se essa luta nunca nos levou
A outro lugar,
Eu desisto
Levanto minhas mãos para o alto,
E como meu último suplício,
Eu desisto

Olho para você,
Ciente do que estou para perder
Mas nem a lembrança do seu mais doce olhar
Pode me interromper
Já peguei minhas malas,
E o táxi está para chegar
Boa sorte, minha angústia,
Hora de lhe deixar

Depois de tanto tempo,
É como se o óbvio se fizesse entender:

Eu não preciso ficar
Nem precisa você

Nem eu,
Nem você




"I feel nothing when you cry. I hear nothing, see no need to reply. I can smile now and turn away, come over here so you can see me walk away... And celebrate the end of night."

Nenhum comentário:

Postar um comentário