Follow by Email

sábado, 18 de agosto de 2012

Quais são os outros sentidos?

Vivemos num mundo em que a informação visual conta ao extremo. Mas o que vemos nem sempre é verdadeiro. O que vemos às vezes engana mais que esclarece, mesmo quando vislumbramos um anjo de luz à nossa frente... E quando a visão falha, ou ela não nos serve de nada, é preciso lembrar que a mais a sentir.

Sempre há mais a sentir do que somente o que os olhos tem a iludir.

Pelo que sente

Meu coração é azul
Azul do céu mais escuro,
Aquele que não se vê
Do céu mais puro e profundo,
Fundindo-se no universo
Sem uma razão porquê

Extensão,
Não se vê

Meu coração é um breu
Onde vagamos, eu e você
Sentimentos e razões
Que não são de ninguém
Só não nasceram,
Não nasceram para morrer

Mesmo escuro,
Nada a temer

Pois do ausente roubei esta cor,
Este azul de anoitecer
Onde não surgem estrelas,
Ainda que exista beleza,
Completamente escondida
De sua pobre visão

Pois digo, são outros, amigo...
São outros os certos sentidos
Levando a meu coração

Sinta-os em minha mão
(Escura)
Sinta o meu coração




"A voice, if inaccurate"

Nenhum comentário:

Postar um comentário